Acordo entre Saae e Defensoria Pública facilita a solução de pendências dos consumidores

A parceria foi proposta pela nova diretoria jurídica do Saae para que haja maior eficiência no fluxo de informações entre ambas as partes. O acordo prevê a abertura de um procedimento administrativo interno já no primeiro atendimento ao cidadão, que procurar a Defensoria. Daí em diante, um ofício será enviado à autarquia que buscará a resolução do problema da maneira mais eficiente possível.

“Em determinadas ocasiões a Justiça é acionada sem que nós saibamos exatamente qual é o problema que o cliente enfrenta. Esta parceria irá nos fornecer informações úteis até para solucionar outros casos parecidos”, explica o diretor do Departamento de Assuntos Jurídicos do Saae, Fernando Evans.

O coordenador de Demandas Extrajudiciais do Saae, Marcos Antônio Lisboa da Conceição, destaca a agilidade da resolução das questões. “Quando um caso chega à Justiça é ruim para o munícipe, que tem de esperar muito mais para receber uma resposta a sua causa e ter despesas financeiras. Para o Saae, também não é vantajoso, já que terá gastos. Conciliar é o melhor caminho por trazer benefícios para a autarquia e satisfação para o cliente”, afirma.  

Desde que a parceria foi estabelecida  em 10 de fevereiro, o Saae já verificou queda de cerca de 50% nos processos judiciais contra a autarquia. O objetivo é chegar a 100% e estender o mesmo modelo para as demandas encaminhadas ao Procon (órgão de defesa do consumidor).

 

Galeria de Imagens
Imagem: